Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com o uso de cookies.

Desejo para mim mesmo por toda a vida

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Desejo para mim mesmo por toda a vida

Oh! Meu Deus! - (minha boca está cheia, mas cabe mais) –
Devo obter em breve, doze barris de ouro,
Mas o ouro é meu.

Uma linda noiva, seria muito bom!
Isso é o melhor que alguém pode conseguir!
Porque, morrer como um solteirão,
É pura desgraça, desgraça!

Nove verdadeiros amigos! – não, apenas três,
Nove nunca poderá ser!
Um futuro sem aflições e sem sofrimentos,
É uma coroa de honra e glória.

Seria bom se pudesse ter um entendimento com Deus
E com todos os críticos;
Porque quando finalmente minha luz se apagar,
Alguém poderá levar-me para o paraíso.

© Todos os direitos reservados a H.C Andersen Institutte ®

© Todos os direitos reservados a H.C Andersen Institutte ®