DESTAQUES - LEIA OS CONTOS

A primeira noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

A segunda noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

A terceira noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

A quarta noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

A quinta noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

A sexta noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

A sétima noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

A oitava noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

A nona noite

Escrito por: por: Hans Christian Andersen

Décima Noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

Décima primeira noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

O Patinho Feio

Escrito por: Hans Christian Andersen

O que o Pai fizer será sempre bem feito

Escrito por: Hans Christian Andersen

O Valente Soldado de Chumbo

Escrito por: Hans Christian Andersen

Os Sapatos Vermelhos - De Røde Skoe

Escrito por: Hans Christian Andersen

A Pequena Sereia

Escrito por: Hans Christian Andersen

A Polegarzinha

Escrito por: Hans Christian Andersen

A Princesa e a Ervilha

Escrito por: Hans Christian Andersen

A Pequena Vendedora de Fósforos

Escrito por: Hans Christian Andersen

O Isqueiro Mágico

Escrito por: Hans Christian Andersen

A Rainha da Neve - Snedronningen

Escrito por: Hans Christian Andersen

A primeira noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Assim como H C Andersen também resolvi inovar trazendo a público, semanalmente, uma história até completar as 33. Para este trabalho nas redes sociais optei por um título: Pequenas pinturas, poucas palavras; muitas leituras. Somente para adiantar um pouquinho, as histórias contadas por H. C. Andersen foram criadas através das visitas que a lua, em noites de lua cheia, fazia ao escritor contando fatos, cenas que ela presenciava ao rodar pelo mundo.

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

A segunda noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Assim como H C Andersen também resolvi inovar trazendo a público, semanalmente, uma história até completar as 33. Para este trabalho nas redes sociais optei por um título: Pequenas pinturas, poucas palavras; muitas leituras. Somente para adiantar um pouquinho, as histórias contadas por H. C. Andersen foram criadas através das visitas que a lua, em noites de lua cheia, fazia ao escritor contando fatos, cenas que ela presenciava ao rodar pelo mundo.

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

A terceira noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Assim como H C Andersen também resolvi inovar trazendo a público, semanalmente, uma história até completar as 33. Para este trabalho nas redes sociais optei por um título: Pequenas pinturas, poucas palavras; muitas leituras. Somente para adiantar um pouquinho, as histórias contadas por H. C. Andersen foram criadas através das visitas que a lua, em noites de lua cheia, fazia ao escritor contando fatos, cenas que ela presenciava ao rodar pelo mundo.

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

A quarta noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Assim como H C Andersen também resolvi inovar trazendo a público, semanalmente, uma história até completar as 33. Para este trabalho nas redes sociais optei por um título: Pequenas pinturas, poucas palavras; muitas leituras. Somente para adiantar um pouquinho, as histórias contadas por H. C. Andersen foram criadas através das visitas que a lua, em noites de lua cheia, fazia ao escritor contando fatos, cenas que ela presenciava ao rodar pelo mundo.

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

A quinta noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Assim como H.C. Andersen também resolvi inovar trazendo a público, semanalmente, uma história até completar as 33. Para este trabalho nas redes sociais optei por um título: Pequenas pinturas, poucas palavras; muitas leituras. Somente para adiantar um pouquinho, as histórias contadas por H. C. Andersen foram criadas através das visitas que a lua, em noites de lua cheia, fazia ao escritor contando fatos, cenas que ela presenciava ao rodar pelo mundo.

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

A sexta noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Assim como H.C. Andersen também resolvi inovar trazendo a público, semanalmente, uma história até completar as 33. Para este trabalho nas redes sociais optei por um título: Pequenas pinturas, poucas palavras; muitas leituras. Somente para adiantar um pouquinho, as histórias contadas por H. C. Andersen foram criadas através das visitas que a lua, em noites de lua cheia, fazia ao escritor contando fatos, cenas que ela presenciava ao rodar pelo mundo.

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

A sétima noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Assim como H C Andersen também resolvi inovar trazendo a público, semanalmente, uma história até completar as 33. Para este trabalho nas redes sociais optei por um título: Pequenas pinturas, poucas palavras; muitas leituras. Somente para adiantar um pouquinho, as histórias contadas por H. C. Andersen foram criadas através das visitas que a lua, em noites de lua cheia, fazia ao escritor contando fatos, cenas que ela presenciava ao rodar pelo mundo.

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

A oitava noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Assim como H C Andersen também resolvi inovar trazendo a público, semanalmente, uma história até completar as 33. Para este trabalho nas redes sociais optei por um título: Pequenas pinturas, poucas palavras; muitas leituras. Somente para adiantar um pouquinho, as histórias contadas por H. C. Andersen foram criadas através das visitas que a lua, em noites de lua cheia, fazia ao escritor contando fatos, cenas que ela presenciava ao rodar pelo mundo.

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

A nona noite

Escrito por: por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Assim como H C Andersen também resolvi inovar trazendo a público, semanalmente, uma história até completar as 33. Para este trabalho nas redes sociais optei por um título: Pequenas pinturas, poucas palavras; muitas leituras. Somente para adiantar um pouquinho, as histórias contadas por H. C. Andersen foram criadas através das visitas que a lua, em noites de lua cheia, fazia ao escritor contando fatos, cenas que ela presenciava ao rodar pelo mundo.

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

Décima Noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Assim como H C Andersen também resolvi inovar trazendo a público, semanalmente, uma história até completar as 33. Para este trabalho nas redes sociais optei por um título: Pequenas pinturas, poucas palavras; muitas leituras. Somente para adiantar um pouquinho, as histórias contadas por H. C. Andersen foram criadas através das visitas que a lua, em noites de lua cheia, fazia ao escritor contando fatos, cenas que ela presenciava ao rodar pelo mundo.

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

Décima primeira noite

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Assim como H C Andersen também resolvi inovar trazendo a público, semanalmente, uma história até completar as 33. Para este trabalho nas redes sociais optei por um título: Pequenas pinturas, poucas palavras; muitas leituras. Somente para adiantar um pouquinho, as histórias contadas por H. C. Andersen foram criadas através das visitas que a lua, em noites de lua cheia, fazia ao escritor contando fatos, cenas que ela presenciava ao rodar pelo mundo.

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

O Patinho Feio

Escrito por: Hans Christian Andersen

| |

LER

Síntese

O conto “ O Patinho Feio” nada mais é que uma reflexão sobre quem somos. O patinho não se transforma em um cisne porque ele sempre foi um cisne, apenas não se reconhecia como tal. Essa é uma interpretação livre de Ana Maria Langkilde sobre o tema do conto. Leia você também este conto e compartilhe!

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkild

O que o Pai fizer será sempre bem feito

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

O pai de Hans Christian Andersen foi muito importante em sua vida. Durante o tempo em que viveram juntos, Hans apresentou o mundo literário para seu filho. Diariamente, após o jantar, ele contava histórias para Hans Christian Andersen, mas também lia os clássicos da literatura. Foi assim que Andersen conheceu escritores como Shakespeare, Ludvig Holberg, entre outros.

Escrito por: None

O Valente Soldado de Chumbo

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Apesar de ter apenas uma perna ele fazia tudo o que seus outros companheiros podiam fazer. Era alegre e vivia feliz. Ele encontrou o amor, em uma bailarina. Ela podia dançar, rodopiar, ele não mas, eles se amavam. Um dia ele caiu no fogo da lareira e derreteu, porque era de chumbo, mas uma pequena parte de seu corpo ficou intacta, na forma de um coração. Essa é uma interpretação livre de Ana Maria Langkilde sobre o tema do conto. Leia você também este conto e compartilhe!

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

Os Sapatos Vermelhos - De Røde Skoe

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Quando a mãe de Karen faleceu, ela foi adotada por uma senhora muito rica que cuidou dela como se fosse sua verdadeira filha. Fazia-lhe todos os gostos e vontades. Karen tornou-se uma menina mimada e vaidosa. Tudo que ela pedia para sua mãe, era-lhe concedido. Assim Karen queria substituir seus velhos sapatos vermelhos, por novos dignos de uma princesa. Assim foi feito. Karen ficou muito feliz. O que aconteceu dai para frente vocês saberão lendo o conto. Essa é uma interpretação livre de Ana Maria Langkilde sobre o tema do conto. Leia você também este conto e compartilhe!

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkild

A Pequena Sereia

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

O tema novamente é o amor. O amor puro, desinteressado. Um amor feito para doar, sem egoísmos. Quem ama se doa e quer fazer o sujeito de seu amor feliz, mesmo às custas de seu sofrimento. Essa é uma interpretação livre de Ana Maria Langkilde sobre o tema do conto. Leia você também este conto e compartilhe!

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

A Polegarzinha

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Uma pequena menina encantada surge da mente criadora de um contador de histórias. Novamente vemos três temas tecendo o fio da história: amor, flores, liberdade. Outros subtemas podem ser percebidos: amor não se escolhe, acontece, nossa vida é o resultado das mãos de Deus sobre nós. Um coração puro acaba vencendo obstáculos! Essa é uma interpretação livre de Ana Maria Langkilde sobre o tema do conto. Leia você também este conto e compartilhe!

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

A Princesa e a Ervilha

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Hans Christian Andersen foi um crítico social. Ela dava voz ao animais. Eles expressavam e apontavam as diferenças entre as classes sociais. Entre o ter e o ser, entre a essência e aparência . Essa história curta da princesa, nada mais é do que um retrato da sociedade da época. Uma princesa pode ser reconhecida em sua origem por um pequeno incomodo causado por um grão de ervilha. Essa é uma interpretação livre de Ana Maria Langkilde sobre o tema do conto. Leia você também este conto e compartilhe!

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

A Pequena Vendedora de Fósforos

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

A história tem um final triste, mas a crítica bem feita a uma sociedade desigual define a temática do conto. Enquanto os ricos se banqueteiam com iguarias para celebrar o final e o início de um novo ano, os pobres apenas olham através da janela. Ao final a menina sorri porque será recebida pela pessoa que a amou e a quem ela também. As lembranças de sua avó aqueciam seu coração enquanto seu corpinho gelava. Essa é uma interpretação livre de Ana Maria Langkilde sobre o tema do conto. Leia você também este conto e compartilhe!

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

O Isqueiro Mágico

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

O tema desse conto é a ambição cega e dominadora. Qualquer ato seja bom ou ruim é justificado pelo objetivo do ter pelo poder ou vice-versa. Essa é uma interpretação livre de Ana Maria Langkilde sobre o tema do conto. Leia você também este conto e compartilhe!

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

A Rainha da Neve - Snedronningen

Escrito por: Hans Christian Andersen

LER

Síntese

Há 3 temáticas principais nesse conto: 1. A pureza que nasce dos corações das crianças 2. O amor 3. Surge em oposição aos dois primeiros: a maldade, o egoísmo, o sofrimento Porém, aquilo que o ser humano carrega de melhor em seu ser, vence o mal. Esse é um conto que se desenvolve em 7 fábulas e promove a circularidade da obra.

Escrito por: Prof. Dra. Ana Maria Langkilde

Quem era
Hans Christian Andersen?

"Minha vida é um lindo conto de fadas, rica e maravilhosamente feliz."
O escritor dinamarquês Hans Christian Andersen nasceu no dia 2 de abril de 1805 em Odense na Dinamarca. Como o próprio Andersen afirmava, sua vida era um conto de fadas e muitos dos acontecimentos que vivenciou marcaram sua vida e sua obra. Aqui você vai conhecer um pouco da vida e obra deste fantástico autor.

Notícias